domingo, março 04, 2007

A COBAIA


Os Cafés de Lisboa e os seus pequenos Jardins (os antigos que restam...) a funcionarem como um Porto de Abrigo nestes pitorescos dias de Março. No meio de uma nuvem ameaçadora e um rasgo de Sol. Penso muitas vezes no espelho mágico e a explosão de início de espectáculo de:"ACORDEI BICÉFALO". Feito com "estalinhos" (agora proibidos) de Carnaval dentro de um livro aberto. Aqui fica um exemplo ou protótipo deste Século XXI.

MARÇO 2007



Mãos derretidas pelo calor dos corpos. Uma certa calma pela chuva que nos remete aos nossos cantinhos. No entanto, é nas Ruas que encontro o meu refúgio. Reconstruo-me por dentro, nestes inícios de dia, em que acabamos de nos pentear e vestir, assim fresquinhos...O espaço circundante como uma escolha quotidiana que me condiciona em todos os quadrantes. O poder de escolha a ficar-se pelos 50%. Os outros 50% levam-me por este mar adentro...por esta Lisboa adentro. Sou sugado por um turbilhão...